Cursos

O curso de Física oferece uma base sólida em Física (desde Clássica até à Moderna), Matemática e Computação, oferecendo uma formação forte na componente teórica, sem descurar a experimental.

Uma licenciatura em Física, independemente da Universidade, prima sempre por bases sólidas de análise matemática, álgebra e estatística, investindo muito também nas práticas laboratoriais e em fornecer alicerces essenciais para as diversas áreas da Física (como eletromagnetismo, mecânica quântica, ótica, entre outras).

Existem diversas possibilidades de especialização em Física, tal como “Física Nuclear e de Partículas”, “Física da Matéria Condensada”, “Física Médica”, “Astronomia” e “Ensino de Física e Química”. A formação específica nestas áreas de forma aprofundada é dada, essencialmente, durante o mestrado, cabendo ao aluno descobrir durante a licenciatura qual a área que lhe despoleta maior interesse.

Um Físico tem diversas entradas no mercado de trabalho, dada a sua capacidade de resolver problemas complexos. A mais evidente é, talvez, investigação científica, contudo já existem muitos físicos a integrarem empresas.

A Engenharia Física é uma área que integra uma base sólida em Física, Matemática e Engenharia, permitindo adquirir conhecimentos e a capacidade de aplicar os princípios científicos e de engenharia na resolução de problemas multidisciplinares. 

Este curso multidisciplinar que alia Matemática e Física com técnicas de Engenharia Eletrotécnica, Mecânica, Química, Informática, Instrumentação e Gestão leva-nos a estas áreas de especialização: “Instrumentação”, “Metrologia e Qualidade”, “Materiais Avançados”, “Micro e Nano Dispositivos”, “Optoeletrónica e Fotónica” entre muitas outras.

Desde do ano letivo 2021/2022, entrou em vigor um novo regime, que dita o término dos mestrados integrados, havendo separação dos dois ciclos de estudos. Desta forma, cada universidade adotou planos de transição e, por outro lado, entraram em atividade novos planos de estudos. Sugerimos que consultes os planos de estudos das universidades.

Ainda tens dúvidas? Consulta a nossa página de FAQ, ou então envia-nos a tua questão!

Universidade do Minho

Na Universidade do Minho existem os cursos de LF, LEF, MEF, MF.  A Licenciatura em Física apresenta três percursos distintos e permite uma aprendizagem geral sobre os conceitos de  Física, podendo complementar o conhecimento através de uma unidade curricular opcional da UM em áreas como Matemática, Química, Línguas, Gestão ou Psicologia! 

O Mestrado em Engenharia Física atenta no estudo da Física e da Matemática e a sua aplicabilidade à engenharia, em particular à eletrónica e informática. No 2º ciclo de estudos, é possível optar entre dois ramos de especialização: Dispositivos, Microssistemas e Nanotecnologias ou Física da Informação. 

O trabalho desenvolvido, na Universidade do Minho, em áreas como a Nanotecnologia, Altas energias e Gravitação, Tecnologias de Ótica Aplicada, Materiais Quânticos e Física Médica é, sem dúvida, notável!

O Mestrado em Física, por sua vez, apresenta um único percurso, com uma grande variedade de unidades curriculares opcionais relacionadas com Altas Energias e Gravitação, Materiais Quânticos e Materiais funcionais.

No Departamento de Física desta universidade podes encontrar laboratórios de investigação como o Centro de Física das Universidades do Minho e do Porto (CF-UM-UP) e o LIP – Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (polo do Minho). São parceiras deste departamento empresas como a Bosch, Essilor e INL-International Nanotechnology Laboratory.

Plano de Estudos

  • Percursos:
    • Física
    • Físico-Química
    • Física Médica

Plano de Estudos

  • Ramos
    • Dispositivos, Microssistemas e Nanotecnologias
    • Física da Informação

Universidade do Porto

A UP oferece a LF; LEF; MFM; MF e MEF e o MAA.

Entre estas, a LF e a LEF, na UP, apresentam algumas semelhanças relativamente aos seus planos curriculares. Contudo, a Licenciatura em Física permite a formação específica noutra área científica, por ter a possibilidade de escolher, entre os percursos possíveis, Formação Complementar em Agronomia, Biologia, Geologia, Informação Geográfica, Informática, Matemática ou Química, sendo o peso desta formação quase 30% do mínimo de créditos para obtenção do grau de Licenciatura. Para além destes percursos de formação complementar, há três outras possibilidades: Formação Complementar centrada em Física, nos mesmos moldes de minor noutras áreas, com foco adicional em Física; percurso genérico de Física, em que os créditos não definidos à partida no plano de estudos geral podem ser distribuídos por várias áreas científicas, com algumas restrições; perfil de Astrofísica, em que há uma ligeira diferença em relação aos outros percursos no peso da formação complementar, neste caso Astronomia, já que o número de créditos fixos na área complementar é inferior às outras, podendo haver peso adicional de Física. Por último, comum a todos os percursos de LF é a possibilidade de frequentar uma unidade curricular à escolha entre todos os cursos da UP (opção UP).

Aos alunos da Licenciatura em Engenharia Física é permitido uma seleção mais específica do seu percurso académico através da escolha de cadeiras opcionais, oferecidas a partir do final do seu 3º ano. Os percursos existentes para Mestrado permitem optar pelas vertentes teórica ou experimental da Física. 

As unidades de investigação presentes no Departamento de Física e Astronomia são o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP), Centro de Física do Porto (CFP), IFIMUP- Instituto de Física de Materiais Avançados, Nanotecnologia e Fotónica e o INESC-Porto, na Unidade de Optoeléctrónica e Sistemas Electrónicos. 

As áreas de principal interesse nesta universidade são a Optoeletrónica, Fotónica, Física da Matéria Condensada, Materiais, Nanotecnologias e Astrofísica!a 

Universidade de Aveiro

Na Universidade de Aveiro, existem os quatro cursos: LF, LEF, MF e MEF. Na Licenciatura em Física, há um conjunto de unidades curriculares opcionais, onde se tem a oportunidade de escolher cadeiras de diversas áreas como matemática, física, informática, gestão e, ainda, opções livres, onde é permitida a escolha de qualquer unidade curricular de qualquer curso da Universidade de Aveiro, o que dá autonomia ao estudante construir um percurso distinto! 

O 1º ciclo de estudos do Mestrado Integrado em Engenharia Física reúne as áreas mais notáveis da engenharia e física tecnológica. A partir do 2º ciclo de estudos, o aluno dispõe de uma série de unidades curriculares opcionais, que visam complementar a formação em engenharia. 

Em ambos os cursos o aluno tem a possibilidade de realizar um projeto final de licenciatura, onde têm a oportunidade de se iniciar no contexto da investigação. 

Os laboratórios de investigação associados ao Departamento de Física na UA são o  CESAM – Centro de Estudos do Ambiente e do Mar, CICECO – Instituto de Materiais de Aveiro e I3N –Instituto de Nanoestruturas, Nanomodelação e Nanofabricação. As unidades de investigação são o CIDMA – Centro de Investigação e Desenvolvimento em Matemática e Aplicações, CIDTFF – Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores e IEETA –Instituto de Engenharia Eletrónica e Telemática de Aveiro.

A Universidade de Aveiro destaca-se pelas áreas de Materiais, Física das Altas Energias, Ótica e Espectroscopia!

Universidade de Coimbra

A Universidade de Coimbra tem os cursos de LF, LEF, MF e MEF, apresentando, ainda, outros mestrados de especialização como MFM, MAIE, MEFQ. 

Nos cursos de LF e LEF, o 1º ciclo de estudos apresenta bastantes semelhanças, permitindo uma abordagem completa pelos vários domínios da Física. No caso da LF, existe, ainda, a possibilidade de complementar a formação sólida em Física, através da realização de um Menor. O vasto leque de opções existentes para o prosseguimento de estudos, no 2º ciclo de estudos, permite uma formação aprofundada em praticamente todas as áreas da Física, consoante a escolha do estudante, desde a Física Nuclear e Partículas até à Física Médica!

No 2º ciclo de estudos, Engenharia Física apresenta dois ramos de especialização: Instrumentação e Metrologia e Qualidade. Este curso proporciona uma aprendizagem abrangente em áreas como a eletrónica e programação. 

Em Coimbra poderás encontrar laboratórios de investigação como o LIP-Coimbra- Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, CFisUC- Centro de Física da Universidade de Coimbra, LIBPhys- Laboratório de Instrumentação, Engenharia Biomédica e Física da Radiação e o IA – Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

O Departamento de Física da UC destaca-se nos vários âmbitos da Física e Engenharia como, por exemplo, a Instrumentação para o Espaço, Instrumentação aplicada à Biomedicina, Física Computacional e Física de Partículas!

 

Universidade de Lisboa - FCUL

A FCUL conta com os cursos de LF, LEF, MF e MEF. A Licenciatura em Física permite uma aprendizagem nas mais diversas áreas da Física e Matemática. Ainda no 1º ciclo de estudos, a LF apresenta três ramos distintos, a partir do 3º ano: Astronomia e Astrofísica, Física ou Minor. No MIEF, e apesar do tronco comum, no 2º ciclo de estudos o estudante pode traçar o seu próprio percurso através de um conjunto de unidades curriculares focadas em vários domínios da engenharia como Instrumentação, Optoeletrónica, Fotónica ou, por outro lado, a Astronomia e Astrofísica! 

As unidades de investigação presentes nesta faculdade são o BioISI- Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas, CFTC- Centro de Física Teórica e Computacional, IA- Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, IBEB- Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica, LIP- Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas LOLS- Laboratório de Óptica, Lasers e Sistemas e o CENTRA- Ciências | Centro de Astrofísica e Gravitação!LF, LEF, MF e MEF

Plano de Estudos

  •  Ramos
    • Astronomia e Astrofísica
    • Física
    • Minors:
      • Estatística e Investigação Operacional Histórica e Filosofia das Ciências
      • Informática
      • Matemática
      • Química

Plano de Estudos

  • Astrofísica e Cosmologia
  • Física Estatística e Matéria Condensada
  • Física Nuclear e Partículas

Universidade de Lisboa - IST

No IST, o LBEFT(LEFT) prima pela sua formação sólida em Matemática; Física e Engenharia; aliando-se acima de tudo à formação em laboratórios com a teórica essencial à mesma, no 1º ciclo de estudos. O MEFT permite uma abrangência vasta na física teórica com um desenvolvimento em paralelo na área experimental da física, apresentado competências necessárias e versáteis aos seus estudantes.

No seu 2º ciclo de estudos, apresenta dois perfis possíveis a seguir (Física ou Engenharia), concluindo com uma dissertação onde é possível ser desenvolvida nas áreas de Astrofísica e Gravitação; Física dos Plasmas, Lasers e Fusão; Física de Partículas e Física Nuclear; Matéria Condensada e Nanotecnologias ou, até mesmo, na área da Física Interdisciplinar (Energia, Física da Terra; Biomédica…)

Os Centros e Laboratórios de Investigação associados ao Instituto Superior Técnico são o CENTRA- Center of Astrophysics and Gravitation, CFIF- Centro de Física das Interacções Fundamentais, CFP, IPFN- Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear , CFTP- Centro de Física Teórica de Partículas, INESC-MN- INESC Microsystems and Nanotechnologies, GDNL-NonLinear Dynamics Group , ITN- Campus Tecnológico Nuclear, e LIP-Laboratório de Instrumentação e física de Partículas .

Plano de Estudos
  • Áreas Científicas para Mestrado
    • Física de Plasmas
    • Física de Partículas e Física Nuclear
    • Matéria Condensada e Nanotecnologias
    • Física Interdisciplinar: Energia, Física da Terra, Sistemas Dinâmicos, Biomédica

Universidade Nova de Lisboa

Na FCT-UNL, o LEF oferece uma formação distinta e versátil do ensino em Física, Matemática e Engenharia. O seu plano curricular apresenta-se com uma variedade indiscutível, possibilitando a obtenção de conhecimentos das mais diversas áreas de entre as mencionadas.

Uma particularidade interessante é o facto de este curso permitir a realização de unidades curriculares de opção livre, permitindo a escolha de duas unidades de outros departamentos (ou mesmo faculdades), em áreas científicas completamente díspares em relação ao curso como a biologia, ou ciências sociais e humanas.

Para além disto, o curso permite explorar áreas como criogenia, instrumentação, vácuo e lasers! 

    Por último, aquilo que mais destaca os alunos de qualquer curso da FCT em comparação com os de outras faculdade é o perfil curricular que inclui competências transversais, estágios e o maior curso de empreendedorismo tecnológico da Europa!

Universidade da Beira Interior

Na UBI, o LFA oferece uma formação distinta e versátil do ensino em Física, Matemática e Engenharia. O 1.o Ciclo de Estudos em Física tem como objetivo formar licenciados com uma base sólida em Física, que os habilite a aplicar métodos teóricos, computacionais e laboratoriais da Física na análise e resolução de problemas físicos, e que lhes permita enfrentar com confiança a continuação de estudos em cursos de 2.o ciclo da UBI ou noutras instituições de ensino superior, nacionais ou estrangeiras.
São oferecidos dois percursos. O primeiro, intitulado Física, está dirigido aos que pretendem uma formação centrada na Física e nas suas aplicações, abordadas num leque variado de unidades curriculares optativas, com vista a continuação de estudos em Física ou áreas afins e de aplicação da Física. O segundo, intitulado Física e Química, tem um peso importante em Química, para possibilitar o acesso dos licenciados aos cursos de 2.o ciclo em Ensino de Física e Química.

Legendas:

LF – Licenciatura em Física

LFA – Licenciatura em Física e Aplicações

MEF- Mestrado em Engenharia Física

LEFT- Licenciatura em Engenharia Física Teconológica

MF- Mestrado em Física 

MAA- Mestrado em Astronomia e Astrofísica

MFM- Mestrado em Física Médica

MAIE- Mestrado em Astrofísica e Instrumentação para o Espaço

MEFQ – Mestrado em Ensino de Físico-Química

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com